sábado, 28 de julho de 2012

Deus não me ama! Ele nunca me atende!!


DEUS NÃO ME AMA! ELE NUNCA ME ATENDE!!

Não é preciso ser “expert” em antropologia, sociologia ou psicologia, para afirmar que os dias nos quais vivemos têm sido palco de uma série de dificuldades e incertezas não apenas no terreno material, mas também e, sobretudo no espiritual. A violência, o desemprego, a aflição, a insegurança de grande parte da população, tanto nos grandes centros quanto nos menores municípios são de conhecimento público, pois todos sentem na própria pele os seus danosos efeitos.
Muitos podem pensar que esse é um problema localizado, restrito ao nosso país ou à nossa cidade, mas não é. É um problema social de amplitude global. Esse quadro não tem se restringido a países sub ou em desenvolvimento como o nosso, mas tem ocorrido com muita frequência também em países desenvolvidos e, em relação a alguns aspectos, de forma ainda mais intensa.
Os problemas existem e devem ser enfrentados. Mas como devemos agir? Com ou sem fé em Deus? Crendo em Deus e esperando? Crendo em Deus e fazendo a nossa parte: trabalhando? Ou simplesmente deixando como está para ver como é que fica?
Diante deste quadro terrível de adversidades e conflitos desesperadores, podemos encontrar dois grupos distintos de pessoas, que andam por caminhos diametralmente opostos, no que tange às suas posturas e reações em relação a Deus e a solução de seus problemas.

1º - O grupo daqueles que não conhecem a Deus

Não são poucas as pessoas que, desejando minimizar as aflições e as angústias que teimam em fazer parte do seu dia a dia, acabam batendo de porta em porta tentando buscar um socorro definitivo, ou quem sabe, apenas alcançar um pouco de alívio, uma simples trégua que poderá ajudá-las a reequilibrar suas emoções, fazendo com que possam retomar suas vidas.
Infelizmente, diante da recusa de muitos em ajudá-las e vendo, não poucas vezes, os seus familiares passando por necessidades e privações extremas, que parecem não ter fim, acabam, num ato impensado – ocasionado pelo desespero ou até mesmo por um desvio de caráter – partindo para atos por eles mesmos condenáveis como roubo, prostituição e tantos outros delitos para conseguirem levantar os recursos necessários à própria sobrevivência e a de seus entes queridos.
Apontar o dedo em sinal de acusação e estabelecer uma punição exige muita responsabilidade e conhecimento de todos os aspectos envolvidos na situação que, na maioria das vezes, desconhecemos e isso nos torna incapacitados para determinar a sentença com justiça. Sendo assim, devemos refletir muito antes de decidir o que será mais justo para os envolvidos.
Será que somos realmente capacitados para estabelecê-la? Dispomos dos meios e critérios imparciais para julgar ou avaliar o que passa na cabeça e no coração de uma pessoa desequilibrada e desorientada numa situação como esta? São perguntas difíceis de responder. Muitos, por não conseguirem alcançar seus objetivos, chegam às raias da loucura e terminam por cometer até mesmo o suicídio.
Esta é a posição de muitos que não têm a Deus em suas mentes e corações. São atitudes frequentes nas pessoas que colocam suas ansiedades e expectativas em si mesmas, e quando não conseguem atingir seus objetivos se desesperam e se entregam a atos que muitas vezes condenariam se fossem analisá-los no comportamento alheio.

2º - O grupo dos que conhecem e buscam intimidade com Deus

Quando se veem em aflição buscam a Deus. Oram, jejuam, clamam entre lágrimas de sofrimento e de esperança, desejando que Ele lhes conceda o livramento.
O Senhor, com certeza, ouve a nossa oração e conhece a sinceridade do nosso coração. Mesmo antes de abrirmos os nossos lábios, Ele sabe o que vamos pedir e o que realmente necessitamos.
Muitas vezes pedimos coisas que não seriam boas para nós e parece que Ele não responde às nossas orações. Se isso estiver ocorrendo com você, não se abata! Ele sabe melhor que nós o que verdadeiramente necessitamos.
Mas será que a resposta de Deus satisfará a nossa vontade? E se Ele disser não? Estamos preparados para nos submeter à Sua vontade?

Temos na Bíblia um exemplo “vivo” que pode nos ajudar a entender esse agir de Deus na vida daqueles que O buscam e servem.  Ele pediu o ato extremo: a própria morte. Estamos falando do profeta Elias.
Elias havia desafiado e saíra vitorioso em uma disputa épica contra os profetas de Baal e todo o séquito de admiradores de Jezabel, esposa do Rei Acabe. Essa vitória provocou a ira da rainha, que ordenou aos seus soldados que matassem o profeta. Elias, num ato puramente humano e compreensivo, fugiu a fim de esconder-se e, motivado por uma sensação de medo, pediu para si a própria morte: “Ele mesmo, porém, se foi ao deserto, caminho de um dia, e veio, e se assentou debaixo de um zimbro; e pediu para si a morte e disse: Basta; toma agora, ó SENHOR, a minha alma, pois não sou melhor do que meus pais.” (1 Reis 19:4 ).  Mesmo homens que possuem muita fé não estão isentos de se comportarem da mesma maneira diante de situação semelhante
Todos aqueles quem são afeitos à leitura bíblica, conhecem a vida e a importância do profeta Elias para o Povo Judeu. Conhecem também as manifestações do poder Divino sobre ele.
Esse homem que teve sua vida totalmente dedicada ao serviço Divino, não foi ouvido por Ele em sua desesperada oração, mas, apesar de suas dúvidas e incertezas, Deus o preservou porque os planos que a ele estavam destinados ainda eram enormes.

Sendo assim, a pergunta que não quer calar é: “Por acaso, será pecado pedir algo a Deus?” Não, não é pecado pedir, mas é importante saber receber e principalmente aceitar a resposta de Deus!!
É inegável que Deus se preocupa conosco. Deus, através do seu infinito amor, pode nos conceder tudo. Afinal, Ele é o Criador e Senhor de todas as coisas.
Deus pode nos conceder bens materiais, conforto, estabilidade financeira e tantas outras coisas que a maioria das pessoas busca e entende como sendo o melhor para suas vidas, mas existe outro aspecto nas bênçãos que Ele nos concede e que muitos esquecem ou até mesmo desconhecem.
O Salmista nos ensina que: “pode o choro durar uma noite, mas a alegria vem ao amanhecer”. (Sl 30.5)
Não importa o tamanho da dificuldade que você esteja enfrentando, creia que pela manhã as coisas irão se alterar. Talvez você não consiga resolver imediatamente o seu problema, mas com alegria no coração e com a mente tranquila, Deus conseguirá “falar” com você e mostrará o melhor caminho a seguir.
Quando você clamar ao Senhor e parecer que a Sua resposta demora ou que Ele não vai atendê-lo da forma como você quer, não se levante a reclamar e a murmurar, dizendo que “Deus não te ama e nunca te atende”, mas continue orando, buscando sabedoria para entender os Seus propósitos para sua vida.

Se você faz parte do grupo daqueles que amam e buscam a Deus e estiver passando por lutas que parecem intermináveis não se desespere, pois Ele certamente te mostrará a melhor direção a seguir e brevemente elas se reverterão em bênçãos e você poderá anunciar a todos o imenso amor e o cuidado desse Deus maravilhoso a quem servimos. Não cesse de buscá-Lo. A resposta não tarda para os que O buscam com sinceridade.

Se ao contrário, você faz parte daqueles que ainda não conhecem a Deus e estiver passando por lutas e conflitos íntimos, perguntando-se se Deus realmente existe e se preocupa com os que O buscam, compreenda que muitas vezes Ele permite que você passe por essas dificuldades para que possa alcançá-lo. Deus não tem prazer no sofrimento nem na morte de ninguém como nos ensina em Ezequiel 18:32: “Porque não tenho prazer na morte de ninguém, diz o Senhor Deus, convertei-vos, pois e vivei”.
Por isso se você já tentou de tudo e não viu solução para o seu problema, nem descanso para o seu coração, estude a possibilidade de entregar os seus caminhos (vida) a Deus. Faça uma experiência com o Senhor. Eu garanto que sua vida vai mudar e que a angústia e a dor que ferem a sua alma vão passar. Não acredite apenas porque estou falando, acredite porque a Palavra de Deus é quem nos garante isso. Disse o Salmista Davi no Salmo 37:5 : “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele,e ele tudo fará”
Se você sentiu no seu coração o desejo de entregar-se a Deus, faça-o. Não espere mais tempo. Ele aguardou ansiosamente por este momento!
Entregue o seu coração e a sua vida a Ele e deixe que Ele cuide de você e dirija seus passos. Ele te mostrará o quanto você é importante e revelará todo o amor que deseja derramar sobre a sua vida.
Confie nEle. Ele é Fiel para cumprir a Sua Palavra. Nele podemos confiar sempre.
Se você optou por seguir ao Deus eu quero parabenizá-lo, pois foi a decisão mais importante que você tomou na vida.

Que o Senhor te abençoe ricamente.

(בן  ברוך) Ben Baruch
                                   

4 comentários:

  1. Olá,
    Sem sombra de dúvida, seguir os ensinamentos de Cristo nos levará a um bom termo...
    Seja abençoado e feliz!!!
    Abraços fraternos de paz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, paz!
      Caminhos e ensinamentos que nos conduzem ao Eterno sempre nos causam bem estar e satisfação pessoal, mas acima de tudo nos conecta ao Criador que aguarda ansiosamente por essa oportunidade e isso faz toda a diferença.
      Abraços e muita paz.

      Excluir
  2. Que texto edificador! Muito grata.
    Namastê!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, paz!
      Obrigado por sua visita ao nosso humilde espaço, por seu comentário e por tornar-se seguidora. Volte sempre que desejar, será uma honra tê-la conosco.
      Muita paz!

      Excluir