terça-feira, 3 de janeiro de 2012

A Estrela de Davi

                     A estrela de seis pontas (hexagrama), feita de dois triângulos entrelaçados, pode ser encontrada em mezuzot, menorot, estojos de talit e kipot. As ambulâncias em Israel levam o símbolo da “Estrela Vermelha de David”. e a bandeira de Israel tem uma Estrela de David azul plantada bem no meio.

Qual é a origem desse símbolo de seis pontas?

As seis pontas simbolizam o governo de D'us sobre o universo em todas as seis direções.

No decorrer da longa e difícil história do povo judeu, chegamos à percepção de que nossa única esperança é colocar nossa confiança em D'us. As seis pontas da Estrela de David simbolizam o governo de D'us sobre o universo em todas as seis direções: norte, sul, leste, oeste, para cima e para baixo.

Originalmente, o nome Magen David – literalmente “Escudo de David” – poeticamente refere-se a D'us. Reconhece que nosso herói militar, o Rei David, não venceu pela própria força, mas pelo apoio do Todo Poderoso. Isso também é mencionado na terceira bênção após a leitura da Haftará no Shabat: “Bendito sejas, D'us, Escudo de David.”

Existem várias outras explicações sobre o significado por trás da Estrela de David. Uma ideia é que uma estrela de seis pontas recebe forma e substância de seu centro sólido. Este âmago representa a dimensão espiritual, rodeada pelas seis direções universais. (uma ideia semelhante se aplica ao Shabat – o sétimo dia, que dá equilíbrio e perspectiva aos seis dias da semana).

Na Cabalá, os dois triângulos representam as dicotomias inerentes ao homem: bem vs. mal, espiritual vs. físico, etc. Os dois triângulos também podem representar o relacionamento recíproco entre o povo judeu e D'us. O triângulo apontando “para cima” simboliza nossas boas ações que sobem ao céu, e então ativam um fluxo de bondade de volta ao mundo, simbolizado pelo triângulo apontando para baixo.

Alguns dizem que a Estrela de David é uma figura complicada entrelaçada que não tem seis (hexograma), mas sim 12 lados (dodecagrama).

Pode-se considerá-la como composta de dois triângulos sobrepostos ou sendo de seis triângulos menores emergindo de um hexograma central. Como o povo judeu, a estrela tem doze lados, representando as doze tribos de Israel.

A teoria mais prática é que durante a Rebelião Bar Kochba (primeiro século), uma nova tecnologia foi desenvolvida para escudos, usando a estabilidade inerente do triângulo. Por trás do escudo havia dois triângulos entrelaçados, formando um desenho hexagonal de pontos de apoio. (Buckminster Fuller mostrou como projetos fortes baseados em triângulos têm seus geodésicos).

A Estrela de David foi um triste símbolo do Holocausto, quando os nazistas forçaram os judeus a usarem uma estrela amarela como identificação. Na verdade, os judeus foram forçados a usar crachás especiais durante a Idade Media, tanto pelas autoridades muçulmanas quanto pelas autoridades cristãs, e até mesmo em Israel durante o Império Otomano.

Portanto, não importa se é uma estrela azul ondulando orgulhosamente numa bandeira, ou uma estrela de ouro adornando a entrada de uma sinagoga, a Estrela de David se destaca como um lembrete para o povo judeu… Em D'us nós confiamos.

Fonte: Morashá

A Estrela de Davi

                     A estrela de seis pontas (hexagrama), feita de dois triângulos entrelaçados, pode ser encontrada em mezuzot, menorot, estojos de talit e kipot. As ambulâncias em Israel levam o símbolo da “Estrela Vermelha de David”. e a bandeira de Israel tem uma Estrela de David azul plantada bem no meio.

Qual é a origem desse símbolo de seis pontas?

As seis pontas simbolizam o governo de D'us sobre o universo em todas as seis direções.

No decorrer da longa e difícil história do povo judeu, chegamos à percepção de que nossa única esperança é colocar nossa confiança em D'us. As seis pontas da Estrela de David simbolizam o governo de D'us sobre o universo em todas as seis direções: norte, sul, leste, oeste, para cima e para baixo.

Originalmente, o nome Magen David – literalmente “Escudo de David” – poeticamente refere-se a D'us. Reconhece que nosso herói militar, o Rei David, não venceu pela própria força, mas pelo apoio do Todo Poderoso. Isso também é mencionado na terceira bênção após a leitura da Haftará no Shabat: “Bendito sejas, D'us, Escudo de David.”

Existem várias outras explicações sobre o significado por trás da Estrela de David. Uma ideia é que uma estrela de seis pontas recebe forma e substância de seu centro sólido. Este âmago representa a dimensão espiritual, rodeada pelas seis direções universais. (uma ideia semelhante se aplica ao Shabat – o sétimo dia, que dá equilíbrio e perspectiva aos seis dias da semana).

Na Cabalá, os dois triângulos representam as dicotomias inerentes ao homem: bem vs. mal, espiritual vs. físico, etc. Os dois triângulos também podem representar o relacionamento recíproco entre o povo judeu e D'us. O triângulo apontando “para cima” simboliza nossas boas ações que sobem ao céu, e então ativam um fluxo de bondade de volta ao mundo, simbolizado pelo triângulo apontando para baixo.

Alguns dizem que a Estrela de David é uma figura complicada entrelaçada que não tem seis (hexograma), mas sim 12 lados (dodecagrama).

Pode-se considerá-la como composta de dois triângulos sobrepostos ou sendo de seis triângulos menores emergindo de um hexograma central. Como o povo judeu, a estrela tem doze lados, representando as doze tribos de Israel.

A teoria mais prática é que durante a Rebelião Bar Kochba (primeiro século), uma nova tecnologia foi desenvolvida para escudos, usando a estabilidade inerente do triângulo. Por trás do escudo havia dois triângulos entrelaçados, formando um desenho hexagonal de pontos de apoio. (Buckminster Fuller mostrou como projetos fortes baseados em triângulos têm seus geodésicos).

A Estrela de David foi um triste símbolo do Holocausto, quando os nazistas forçaram os judeus a usarem uma estrela amarela como identificação. Na verdade, os judeus foram forçados a usar crachás especiais durante a Idade Media, tanto pelas autoridades muçulmanas quanto pelas autoridades cristãs, e até mesmo em Israel durante o Império Otomano.

Portanto, não importa se é uma estrela azul ondulando orgulhosamente numa bandeira, ou uma estrela de ouro adornando a entrada de uma sinagoga, a Estrela de David se destaca como um lembrete para o povo judeu… Em D'us nós confiamos.

Fonte: Morashá